A Cirurgia de Prótese de Mamas

A cirurgia de prótese de mama, ou mamoplastia de aumento, é a cirurgia estética mais realizada no Brasil nos dias de hoje. A evolução na qualidade das próteses, combinada com o avanço das técnicas operatórias, rápida recuperação e segurança do procedimento, tem gerado bons resultados e mulheres cada vez mais satisfeitas. Pacientes com mamas pequenas desde a adolescência ou mulheres que perderam  volume das mamas após a gestação ou perda de peso podem recorrer aos implantes de silicone para recuperar o tamanho, forma e firmeza desejados, além de devolver a autoestima.

A escolha das próteses é sempre cheias de detalhes e requer grande interação entre a paciente e seu cirurgião plástico. O ideal é que estas mulheres apresentem uma referência de mama bonita na visão delas, podendo levar uma foto de atrizes, modelos ou mesmo amigas, para que o médico entenda qual o objetivo a ser buscado. É importante saber que muitas variáveis influenciam resultado final da cirurgia, como tamanho e formato dos seios antes da cirurgia, altura e peso da paciente, largura e musculatura do tórax e características da pele das mamas. Por estes e outros motivos implantes de silicone iguais poderão dar aparências finais diferentes. Converse com seu cirurgião sobre o que pretende obter para decidirem qual prótese é a melhor para o seu caso.

Além do tamanho as próteses também podem mudar no formato. Em geral, nos procedimentos de aumento dos seios, utiliza-se próteses redondas, que podem ter perfil médio, alto ou ultra-alto. Os implantes anatômicos (formato de gota ou perfil natural) são reservados para mulheres muito magras, com pouca mama ou que foram submetidas a retirada da mama por câncer.

As próteses são sempre revestidas por uma cápsula de silicone sólido porém o seu interior pode variar entre silicone gel ou soro fisiológico. No Brasil as próteses preenchidas com gel de silicone são as mais utilizadas porque estes implantes tem consistência mais firme, similar a uma mama jovem. As próteses modernas tem gel de alta coesividade, ou seja, o implante pode até ser rompido porém o gel não difunde pelo organismo e fica concentrado no local onde foi colocado, permitindo sua retirada com facilidade.

Embora existam muitas variações na cirurgia, podemos apresentar alguns princípios básicos. Por  uma pequena incisão, a prótese mamária é introduzida para aumentar ou remodelar a mama. Os implantes podem ser colocados atrás da glândula ou atrás do músculo. A cirurgia dura em torno de 1 a 2 horas. Sutiãs feitos especialmente para o pós-operatórios são recomendados para garantir o bom resultado e auxiliar na recuperação.

O período pós-operatório é geralmente bastante confortável, tendo apenas dor moderada nos primeiros dias. O retorno ao trabalho pode ocorrer dentro de 5 a 7 dias. É importante o uso de sutiã cirúrgico e restrição de movimentos nos primeiros 15 dias.

Para mais informações acesse nosso site: www.brunoandre.com.br.