A Ciência e a Bíblia

Um fato interessante, e que desperta a nossa curiosidade, remonta aos tempos em que os cientistas americanos estudavam uma maneira segura, de enviar uma missão tripulada à lua. Nada poderia dar errado, e tudo tinha que funcionar perfeitamente. Os cálculos do lançamento tinham que ser super precisos, sob pena de despachar os homens para um destino incerto, caso algo saísse controle dos técnicos altamente especializados.

Ciência e a Bíblia

Ciência e a Bíblia

Para tanto, a NASA não economizou esforços e dinheiro para aquela empreitada fantástica e que viria a abalar o mundo científico contemporâneo. A missão foi chamada de Apollo 11, foi a quinta tripulada e a primeira a pousar em nosso satélite natural.  Entretanto, quanto à precisão indispensável dos cálculos de lançamento, a NASA precisou usar da mais alta tecnologia e computadores de última geração naquele momento. Mas, ainda que tudo estivesse como o esperado, ao nível dos equipamentos, alguma coisa não estava totalmente resolvida com os números.

Havia uma diferença nos cálculos realizados pelos computadores de doze horas e mais alguns minutos, o que poderia ser considerado grave em razão da necessidade de se aproveitar a rotação do planeta para impulsionar a nave na direção correta.

Estudos e mais estudos foram realizados, novos equipamentos foram agregados, mas, aquela diferença perigosa permanecia. Quando todos esquentavam suas cabeças com o problema, um dos componentes da equipe principal se lembrou que a sua mãe, uma cristã evangélica, havia lhe dito certa vez que, por dois momentos muito especiais, Deus havia realizado dois grandes milagres para a glória do Seu nome, e que, talvez, ali estivesse a solução daquele enigma dos números. Então, valendo-se de uma Bíblia, os especialistas pesquisaram três textos: Josué, capítulo 10 e versos 12 a 14, que dizia: – “Então Josué falou ao Senhor, no dia em que o Senhor deu os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse na presença dos israelitas: Sol, detem-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom. E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos.

Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro. E não houve dia semelhante a este, nem antes nem depois dele, ouvindo o Senhor assim a voz de um homem; porque o Senhor pelejava por Israel”. Talvez aqui estivessem ocultas as doze horas de diferença nos cálculos, mas, ainda faltavam alguns minutos. O segundo texto pesquisado, se encontrava no Segundo Livro de Reis 20:11, que diz: “Então o profeta Isaías clamou ao Senhor; e fez voltar a sombra dez graus atrás, pelos graus que tinha declinado no relógio de sol de Acaz.” E isto se confirmou com o terceiro texto analisado, que se achava em Isaías 38:8: “Eis que farei retroceder dez graus a sombra lançada pelo sol declinante no relógio de Acaz. Assim retrocedeu o sol os dez graus que já tinha declinado.” Pronto, a questão estava definitivamente resolvida, e resultado todos nós conhecemos.