Livro A Cabeça do Italiano

De autoria de Beppe Severgnini e tradução de Sérgio Mauro, é um livro que tenta explicar, pelas viagens do autor pela Itália, como pensam e agem os italianos. De caráter cômico, mas ao mesmo tempo crítico, Severgnini traça o retrato de uma sociedade marcada por vários fenômenos culturais, políticos e sociais que marcaram época, seja na Itália, seja no resto do mundo. Temas como a imigração, consumismo, guerras, governo italiano e outros são relacionados ao passado e ao presente do Bel Paese, salpicados de um humor inteligente, que envolve o leitor. Mais que uma leitura divertida da própria origem, o autor propõe que a cabeça do italiano é de difícil entendimento, até mesmo para os italianos.

É uma leitura aconselhável para quem procura distração e informação na mesma medida, para os amantes da Itália ou simplesmente para aqueles que nutrem alguma curiosidade pelo país, e pensa de um dia visitá-lo. Apesar de esse não ser o objetivo central da obra, ele pode funcionar como um guia turístico às avessas – nele você não vai encontrar qual o melhor restaurante para se comer uma boa pasta em Milão, mas com certeza vai se deliciar com um comentário divertido sobre como se é recebido em um hotel da cidade – O livro torna-se, desse modo, uma boa maneira de fazer turismo sem sair de casa, e o que é melhor, quando estiver realizando a viagem, o leitor já vai saber por que é que as meninas ficam todas penteadas e maquiadas nos centros comerciais , enquanto os meninos, suados, correm para trazer o sorvete, felizes em satisfazer o desejo delas.

Enfim, para quem desejar fazer um mergulho nesse mundo ainda inexplorado, que é a cabeça do italiano, fica o convite de Severgnini e o meu conselho, que apesar de singelo, é verdadeiro!

 

 

//