A Beleza Interior da Mulher

beleza interior da mulher

beleza interior da mulher

Todos nós fomos dotados com a capacidade de amar, e diariamente podemos exercitar essa qualidade divina em nosso convívio social ou no âmbito doméstico. Mas a mulher é diferente: nasceu com a  necessidade de amar e de se sentir amada, de dar e receber carinho, de conversar e de se fazer ouvir.

O público masculino, quase sempre sensível ao estimulo visual, valoriza demais a beleza física da mulher, sintetizada em livros de poesias e em letras de canções populares que falam em “viver um grande amor ao lado da mulher amada”, “fazer juras de amor à primeira namorada”, e etc…

Entretanto, longe de querer desmerecer tais manifestações românticas – até porque o romantismo nos motiva a amar – precisamos atentar também para a beleza interior da mulher, que é tão ou mais importante que a própria beleza física.  E não faltam exemplos para este epíteto. E não precisamos ir muito longe: no nosso bairro, com certeza, quantas mulheres não criam filhos sozinhas, fazendo o papel de pai e mãe ao mesmo tempo, e ainda tendo que conciliar a rotina doméstica com o trabalho secular?

Quantas mulheres não suplantaram  o preconceito machista enraizado em nossa cultura para brilhar no mundo dos esportes, como a jogadora de futebol feminino Marta Vieira da Silva, escolhida por cinco vezes consecutivas a melhor jogadora de futebol feminino do mundo? E que dizer de Dilma Rousseff, que com garra,  força de vontade e competência,  conseguiu se impor no meio político e se tornar a primeira mulher presidente do Brasil?

Tais exemplos –  e não são poucos –  via de regra dão a elas o status de guerreiras, epíteto que para muitos equivale ao de vencedoras, uma vez que conseguem se sobressair em muitos segmentos da sociedade dominados pelos homens.

Assim é a mulher: ser amável e encantador por fora, mas conservando em seu interior a pérola da perseverança que a faz superar barreiras, vencer preconceitos, desconfianças e injustiças, sem jamais perder o brilho de mulher.