A Beleza Exótica Das Plantas Carnívoras

Plantas Carnívoras

Plantas Carnívoras - Dionéia

Para início de conversa, as plantas carnívoras não comem insetos, elas apenas absorvem algumas substâncias dos insetos que ingerem, através de enzimas digestivas, seja ele um gafanhoto, uma mosca, uma borboleta apetitosa ou um besouro. Acredita-se que esse comportamento peculiar da planta seja em resultado de sua longa adaptação a um solo arenoso, ácido, muito pobre em nitrogênio e nutrientes. E justamente para suprir essa ausência de nutrientes é que a planta carnívora se alimenta desses insetos.  É claro que em toda a regra há exceção. É o caso da Nepenthes Rajah, uma planta carnívora que vive em Bornéu, Indonésia, continente asiático. Essa espécie devora lagartos e até passarinhos. Pode-se dizer que é a verdadeira planta carnívora.

Sabe-se que existem mais de 500 espécies de plantas carnívoras espalhadas pelo mundo todo, com exceção da Antártida. Só aqui no Brasil, por exemplo, há mais de 80 espécies diferentes, o que faz do Brasil o segundo país no mundo com a maior diversidade de espécies de plantas carnívoras.

Como as plantas carnívoras atraem as suas vítimas?

As plantas carnívoras utilizam-se de  várias armadilhas, atraindo as suas presas da mesma forma que as flores atraem seus polinizadores: com formas, odores, cores e substâncias químicas. Dentre elas, podemos citar a planta carnívora da espécie Nepenthe, que tem a forma de um jarro para capturar sua presa. Esta é atraída pelo odor e pela cor da planta. Ao entrar no jarro, suas asas ficam molhadas em contato com as paredes, e assim ela não consegue mais sair. Resultado: a presa acaba sendo absorvida pelo liquido que, por sua vez, é lentamente digerido pela planta.

Além da nepenthe, a Drosera é outra espécie conhecida  de planta carnívora. Esta possui  grossos pelos em suas folhas que produzem uma substancia viscosa que objetiva atrair, prender e digerir a sua presa.

Mas, indiscutivelmente, dentre todas as espécies conhecidas, nenhuma supera a famosa Dionéia, a chamada pega-moscas, famosíssima em alguns filmes de terror, onde já apareceu comendo gente. Essa planta funciona como se fosse uma jaula. Suas folhas, de formas sempre arredondadas, têm longos pelos nas bordas e ficam abertas como bocas famintas. Então a presa, atraída pelo odor que a planta exala de seu centro, pousa em seu interior; nisto a planta se fecha rapidamente, prendendo-a.

Portanto, estes são alguns dos  motivos por que  essas belas plantas exóticas atraem  tanto a admiração das pessoas em todo o mundo, e são cada vez mais cultivadas.