450 Mil Empreendedores Individuais são Mulheres

As mulheres estão a um passo de ser maioria de empreendedores individuais, cadastradas no Empreendedor Individual, programa de formalização do Governo Federal. Pela pesquisa do SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio a Pequena Empresa, com base no Serpro – Serviço Federal de Processamento de dados, as mulheres representam 450 mil no total de 1 milhão de microempresários. Um levantamento de 2009, a Pesquisa Empreendedorismo no Brasil, mostra que as mulheres representam 53% do total de empresários do país, sendo mais empreendedoras do que os homens.

Mulher Empreendedora

Mulher Empreendedora

Nos estados como Acre, Roraima e Sergipe a participação das mulheres está nos 49%. Já no Alagoas, Amapá, Maranhão e Espírito Santo o número é de 48%. Já no Piauí, metade dos profissionais é composta pela ala feminina. Já se levando em conta as capitais está na frente Teresina (PI) com 52,80%, São Luiz (MA) com 52,57% e Aracaju (SE) com 51,29%.

Para ser um empreendedor individual o primeiro passo é se cadastrar, a partir do dia 1º de julho, no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br. Depois, é só procurar uma das empresas de contabilidade que estarão disponíveis no site para atender gratuitamente aos profissionais. Elas somam 20 mil que aderiram ao Simples Nacional e em contrapartida devem prestar orientação e providenciar o processo de formalização dos empreendedores individuais, até mesmo com a criação do CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica e a inscrição na Junta Comercial.

Em breve, o SEBRAE irá realizar mutirões para formar os empreendedores individuais. Para aderir ao programa é preciso ter renda de até R$ 36 mil por ano, uma média de R$ 3 mil por mês. Só não pode se formalizar quem presta serviço em profissões que são regulamentadas por lei.

Para conseguir uma assinatura na carteira de trabalho, principalmente das empreendedoras individuais, a sugestão é procurar as vagas de emprego em sites locais como o Jundiaí Online que possui classificados de empregos de Jundiaí. Você também pode pesquisar em sites que publicam oportunidades ou que cadastram o currículo com o pagamento de mensalidades ou gratuitamente.